Herpes zóster

O que previne:
Herpes zóster e sua principal complicação, a neuropatia pós-herpética, responsável por dor crônica.

Para quem:
Rotina para maiores de 60 anos, sendo liberada para uso a partir dos 50 anos.
Vacina recomendada mesmo para aqueles que já desenvolveram o herpes zóster. Neste caso, aguardar um ano para realizar a vacina.

Contraindicações:
• Pessoas imunodeprimidas.
• Alergia grave (anafilaxia) a algum dos componentes da vacina.
• Pessoas com tuberculose ativa não tratada.
• Gestantes.

Esquema de doses:
Uma dose.

Cuidados antes, durante e após a vacinação:
• Em caso de febre, a vacinação deve ser adiada até que ocorra a melhora.
• Pessoas que já tiverem herpes zóster, devem aguardar um ano para realizar a vacina.
• Pessoas portadoras do vírus HIV devem ser avaliadas pelo seu médico para prescrever ou não a vacina.
• No caso de pacientes que já tiveram herpes zóster oftálmico, ainda não existem estudos suficientes para indicar ou contraindicar a vacina.

Eventos adversos:
Os eventos adversos mais comuns são locais como coceira, vermelhidão, inchaço e dor no local da aplicação.

21 97047-7121