Pentavalente acelular (DTPa + Hib + VIP)

O que previne:
Difteria, Tétano, Coqueluche, Meningite por Haemophilus influenzae do tipo B e Poliomielite.

Diferenças entre a vacina da rede pública x privada:
Existem diferenças entre as vacinas Pentavalente das redes pública e privada relacionadas às reações adversas e composição.

Na Pentavalente da rede pública, o componente pertussis (coqueluche) possui células inteiras. Na rede privada, ela é acelular, ou seja, não é feita com as células inteiras. Isso significa que as reações pós-vacinais são menores quando aplicada a vacina acelular da rede privada.

Além disso, existem diferenças na combinação das doenças que elas previnem: enquanto a Vacina Pentavalente Acelular (rede privada) protege contra difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus influenzae tipo b e poliomielite (VIP), a Pentavalente Celular (rede pública) protege contra difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus influenzae tipo b e hepatite B.

Para quem:
• Crianças a partir de 2 meses até menores de 7 anos de idade.

Contraindicações:
• Maiores de 7 anos.
• Crianças que apresentaram encefalopatia nos sete dias seguintes à aplicação anterior de vacina contendo componente pertussis.
• Anafilaxia a qualquer componente da vacina.

Esquema de doses:
Vacinação rotineira de crianças aos 2, 4, 6 meses e 1º reforço entre 15 e 18 meses. Pode ser substituída pela vacina Hexavalente para incluir a Hepatite B na mesma injeção, a critério médico.

Para 2º reforço, entre 4 e 5 anos de idade, recomenda-se o uso de DTPa ou dTpa-VIP.

Cuidados antes, durante e após a vacinação:
• Em caso de febre, deve-se adiar a vacinação até que ocorra a melhora.
• Compressas frias aliviam a reação no local da aplicação.
• Em pessoas com doenças que aumentam o risco de sangramento, a aplicação intramuscular pode ser substituída pela subcutânea.

Eventos adversos:
Os eventos adversos mais comuns são febre e reações locais (dor, vermelhidão e inchaço no local da aplicação). Pode ocorrer perda de apetite, vômito, irritabilidade, choro persistente e sonolência.

Sintomas de eventos adversos persistentes, que se prolongam por mais de 72 horas (dependendo do sintoma), devem ser investigados para verificação de outras causas.

21 97047-7121