Nova vacina
contra Dengue!

Nova vacina
contra Dengue!

Conheça a Qdenga®.
Indicada dos 4 aos 60 anos.

A Qdenga® é a vacina para prevenção da dengue causada pelos quatro sorotipos do vírus. Ela é indicada para pessoas 4 a 60 anos. Podem tomar a vacina tanto as pessoas que já tiveram dengue, como as que não tiveram a doença.

 

1. O que é a dengue?
A dengue é uma doença infecciosa, transmitida pela fêmea do mosquito Aedes aegypti, que acomete pessoas de todas as idades e, muito embora seja assintomática em 75% dos casos, pode evoluir para formas mais graves.

A OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde) estima que 500 milhões de pessoas nas Américas correm o risco de contrair dengue. Um levantamento divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no fim de 2023 apontou que o Brasil lidera o número de casos de dengue no mundo. Em 2023, a dengue atingiu mais de 1,6 milhão de casos no Brasil e o país bateu o recorde de ano com mais mortes causadas pela dengue.
2. Quais os sintomas da dengue?
Sua forma leve causa febre alta (39° a 40°) com início abrupto, forte dor de cabeça e no corpo, manchas vermelhas, dentre outros sintomas. A doença tem duração de 5 a 7 dias, podendo perdurar por 10 dias. Contudo, no período de recuperação pode haver debilidade física que se prolonga por várias semanas.

Na forma grave da doença, mais conhecida como dengue hemorrágica, pode causar sangramento grave, queda repentina de pressão arterial e até morte. Na dengue hemorrágica, os sintomas iniciais são semelhantes, porém há um agravamento no 3º ou 4º dia de evolução com aparecimento de manifestações hemorrágicas e choque (colapso circulatório).
3. O que é a vacina da dengue?
A vacina Qdenga® oferece proteção contra os quatro sorotipos do vírus da dengue (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4).

É uma vacina de vírus vivo atenuado, produzida pelo laboratório Takeda.
4. Quem deve tomar a vacina da dengue?
A vacina é indicada para pessoas de 4 a 60 anos.
5. Quais são as contra-indicações da vacina?
• Gestantes e lactantes;
• Indivíduos com imunodeficiência congênita ou adquirida, inclusive pessoas que estão fazendo quimioterapia ou tratamento com altas doses de corticosteróides;
• Pessoas com infecção por HIV sintomáticas ou assintomáticas com evidência de função imunológica comprometida;
• Pessoas com hipersensibilidade ao princípio ativo, a qualquer componente da fórmula ou depois de tomar uma dose anterior da vacina.
6. Qual é o esquema de doses da vacina?
São 2 doses, com intervalo de 3 meses entre elas.
7. Qual a eficácia da vacina?
A eficácia da vacina é de 80,2% na prevenção dos casos de dengue sintomática 12 meses após a vacinação. Além disso, previne 90,4% das hospitalizações por dengue 18 meses após a vacinação. A vacina oferece proteção de longo prazo e evitou 84,1% das hospitalizações por dengue até 4,5 anos após a segunda dose.
8. Quais são as reações adversas da vacina?
As reações adversas mais comuns podem incluir dor e vermelhidão no local da injeção, dor de cabeça, dor muscular, mal-estar e febre. Geralmente, ocorrem dentro de 2 dias após a vacinação. Essas reações são de intensidade leve a moderada e apresentam curta duração (1 a 3 dias).
9. Por que a vacina não é recomendada para pessoas acima de 60 anos?
Ainda não existem dados de eficácia e segurança para aplicação da vacina a partir desta faixa etária, mas os estudos estão em andamento. Em alguns países, as autoridades locais aprovaram o uso da Qdenga® sem limite superior de idade, considerando os potenciais benefícios para este público. Atualmente, a Agência Européia de Medicamentos (EMA) e a Administración Nacional de Medicamentos, Alimentos y Tecnología Médica (ANMAT), agência regulatória da Argentina, aprovaram o uso de Qdenga® a partir de 4 anos, sem limite superior de idade, considerando os potenciais benefícios da vacina nessa população (idosa, com comorbidades), em geral mais suscetível às formas graves da doença.

Desta forma, a recomendação aqui no Brasil para indivíduos 60+ deve ser encarada como “off label”, a critério médico, respaldada pela aprovação por outras agências regulatórias, mas sem dados que atestem a segurança e a eficácia.
10. Já tive dengue. Posso tomar a vacina?
Sim. Tanto pessoas que já tiveram dengue, como as que não tiveram a doença, podem tomar a vacina, sem necessidade de qualquer exame prévio.

A recomendação da vacina para quem já teve dengue é especialmente indicada por ter melhor resposta imune à vacina e por ter maior risco para dengue grave.
11. Tive dengue. Quanto tempo após a dengue posso fazer a vacina?
Recomendamos aguardar 3 meses entre o episódio da dengue e o início da vacinação. Converse com seu médico.
12. Qual o nível de proteção oferecido após tomar a primeira dose da vacina e por quanto tempo duraria?
Foi demonstrada eficácia de 81% após 30 dias da primeira dose da vacina, o que poderia justificar seu uso para indivíduos que vivem em áreas não endêmicas que vão visitar países endêmicos e não têm tempo para receber a segunda dose antes da viagem. Mas a proteção de médio e longo prazo apenas foi demonstrada com o esquema preconizado de duas doses (intervalo de 3 meses), uma vez que 95% da população do estudo completou esse esquema.
13. Será necessário fazer dose de reforço da vacina?
Não existem dados, até este momento, que indiquem dose de reforço. Mas, os estudos seguem em andamento para responder essa questão. O tempo de seguimento pós vacina, neste momento de 4,5 anos, demonstrou não haver necessidade de reforço neste período.